manchas na pele

Manchas na Pele

  • Hipopigmentação

 Leucodermia– reação da pele  devido a exposição excessiva e a longo prazo ao sobrecarga de sol. Geralmente aparece nos braços e pernas isto é, em áreas expostas ao sol.

Tratamento para manchas na pele por hipopigmentação

Pode ser amenizada com  uso de pigmentantes. Deve-se, para não piorar o quadro, usar bloqueadores e respeitar os horários de bronzeamento. Outra opção, realizada em consultório é a esfoliação da pele manchada, com uso de ácidos em concentração baixa e o uso de loções ou creme autobronzeadoras. O bronzeado fica mais uniforme e dependendo do tipo de pele pode ser aplicado a cada 15 dias ou mais.

Micose:

Trata-se de micose superficial de pele chamada: Ptiriase versicolor ou Ptiriase Alba.

Comum em pessoas que frequentam praia e piscina.

Manchas na pele causada por Hiperpigmentação

  • Causas: hormonais (gravidez ,anticoncepcionais, reposição hormonal)
  •  senil
  •  pós queimadura
  • atrito

Diagnóstico de manchas na pele :

  • Clínico
  • Lâmpada de Wood

 Tratamento para manchas na pele

  • Superficial- cremes/loções com ácidos e despigmentantes.Mas cuidado, o uso prolongado, mais de 1 ano, de hidroquinona (despigmentante), pode levar a hipopigmentação. Existe um gama de produtos para este fim, dependendo do tipo,e sensibilidade da pele, além da extensão e profundidade da lesão.
  • Médio/ profunda – inicialmente seria mais indicado o uso dos produtos acima descritos, para “preparar” a pele para um peeling ou mesmo laser.

Tipos de peeling para o tratamento de manchas na pele:

Mecânico: 

  • Dermobrasão
  • Microdermoabrasão

Químico :

  • Ácido glicólico- 20 a 70%- 2 a 4 sessões
  • Ácido retinóico – 1-5%- 4 sessões
  •  Ácido tricloroacético –ATA 10- 50%- 1- 4 sessões
  • Ácidos florais

Físico:

  •  laser

Manchas na pele causadas por atrito:

  • Geralmente aparecem em cotovelos, joelhos, face interna das coxas. O tratamento é domiciliar. Baseado na utilização de esfoliação, cremes despigmentantes e hidratação .

Dra. Cristina Pires Camargo – CRM 65353

  • Médica formada pela Universidade de São Paulo em 1989.
  • Realizou residência médica em cirurgia geral e cirurgia plástica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de São Paulo.
  • Ao longo da sua formação cursou vários cursos e estágios de especialização em cosmetologia, pesquisa clínica.

Residência Médica

  • Cirurgia geral (1990-1991) – Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo.
  • Cirurgia Plástica (1992-1994) – Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo.

Estágio Estrangeiro

  • Serviço de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva do Aparelho Locomotor na Universidade de Nancy, chefiado pelo Prof. Dr. Michel Merle em Março de 1994.

Colaboração em livros

1. Manual de Microcirurgia em colaboração com M.C. Ferreira, P. Tuma Jr., G.T. Bonamichi, C.P. Camargo a ser editado pela EDUSP.
2. Condutas de Cirurgia Plástica nos traumatismos, Disciplina de Cirurgia Plástica e Queimaduras da Faculdade da Universidade de São Paulo Prof. Dr. Marcus Castro Ferreira – Publicado em 1991 pela Johnson amp; Johnson.

3. Condutas de Cirurgia Plástica para cirurgião geral. Ano I-volume 3.1995. Editor convidado Prof. Dr. Marcus Castro Ferreira pelo Congresso Brasileiro de Cirurgiões. Editora Robe.

4. Cirurgia Plástica. Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Estética e Reconstrutiva. Regional São Paulo. 1995. Editora Ateneu.

5. Tratado de Medicina Estética. Editor Mauricio de Maio. 2004. Editora Roca – Autora do capítulo de Lipodistrofia.

6. Co-autora de Entendendo Cosmecêuticos. Diagnóstico e tratamento. Sara Bentler. Editora Santos . segunda edição.2011.

Associações

  • Associação Paulista de Medicina desde 1992.
  • Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica desde 1992, como Membro Associado.
  • Plastic Surgery Research Council desde 2014.

 Currículo Lattes – Acesse Aqui